sábado, 20 de junho de 2009

Família nova

Apareceram de repente, pior ainda, de maneira triste. Ainda assim, sabia que seria uma alegria.
Está sendo uma alegria!
Desde de pequena que não divido quarto com ninguém e desde sempre que nunca tive uma irmã e outro irmão. Mesmo sendo egoísta, dividir as coisas não está me incomodando. Mesmo querendo uma cama grande só para mim, dividir a cama não me incomoda. Mesmo dormindo cedo não me incomoda conversar com ela até de madrugada. Até o que sempre me incomodou eu simplesmente esqueci.
Isso tudo porque os admiro. Admiro a força que tiveram depois de tudo que aconteceu em suas vidas, admiro as risadas que dão por qualquer coisa e garra de passarem o dia inteiro trabalhando e estudando. Admiro o amor e cumplicidade de irmãos que têm um com o outro e a coragem de enfrentarem tudo e todos como enfrentam.
Além disso, só tenho que agradecer. A alegria que trouxeram para a casa e, principalmente, tudo que ensinam sem nem perceber para todos nós.
Quando soube a situação em que viviam a minha única ação imediata foi chorar - como volta agora essa vontade. Porém, quando chegaram com meu pai em casa como poderia ficar triste os vendo brincar e rir como sempre fizeram?
Eu sei que estão sofrendo e o quão difícil é viver longe de casa, mas ainda assim eles conseguem levar a vida de forma leve e nunca agindo como vítimas - como muitos ainda estão fazendo.
Agora penso: do que tenho para reclamar? nada. A única coisa que me importa hoje é os fazer voltar a ter uma casa de carinho e o amor de uma família, como minha tia os criou.
____________________
Só para esclarecer sobre alguns apontamentos feitos no post passado, em primeiro lugar não quis fazer uma análise sobre a educação do Brasil de maneira geral, até porque observei uma esfera mínima disso tudo. Meu objetivo era apenas comentar sobre as turmas que observei e falar sobre o problema que encontrei. Errei por deixar transparecer que a professora era a única culpada e eu sei que não é. O meu texto estava fechado apenas naquilo visto dentro das salas.
Espero que tenha conseguido me justificar e muito obrigada pelos comentários!

6 explosões:

B. disse...

E sentimos que devemos estar lá, dando aquela força, mas quando nos espantamos nós é que estamos recebendo! Sorrisos contagiantes, amizade, um pedacinho da nossa tia e um pedação desses primos que amamos tanto!

disse...

É incrível como, ás vezes, somos ingratos. Existem pessoas que poderiam ser tão infelizes e são tão felizes, enquanto outras tem tudo para serem felizes, e só reclamam da vida. Eu queria mesmo ser assim, forte, e encarar até os piores problemas da vida com o sorriso estampado no rosto. :*

Letícia Queiroz de Figueiredo disse...

luh...deve ta sendo uma barra pra eles mesmo. mas eles devem estar muito gratos pela atitude e disponibilidade de vcs. pode ter ceteza... tudo tn recompnsa ^^
bjaao s2

♥ Fernanda disse...

Mesmo não estando ciente do pq de tudo isso,a sua atitude e reação foram dignas!
Felicidades a todos vcs!

Luciana Clarissa disse...

aprendizado e crescimento, é isso o que você está vivenciando.

Melanie Brown disse...

"Familia nova",
Senti em muitos sentido bons ese
Título.Aproveie a novidade e faça alguem feliz!!Nao há paixao mais estranha em mim, que nao seja o que sinto pelos primos'
Me jooogo e cuido, é uma delIcia!!

:D
BIJO'