quinta-feira, 14 de maio de 2009

Tempo, tempo, tempo...


O tempo. Complicado falar dele, mas tão simples reclamar que ele está voando...

Agora o que na verdade voa, o tempo ou a lógica do consumismo? Toda essa bem bolada máquina capitalista criou em nós - e as coisas só vem aumentando de geração para geração - essa necessicade de consumir : objetos, aparelhos, pessoas e o tempo! Como já dizia Marx, tudo vira mercadoria, por que o tempo iria ser privilegiado?

Estamos nos transformando em consumidores compulsivos de tempo, onde não podemos esperar um segundo numa fila ou numa parada, pois o tempo é curto e "Tempo é dinheiro"! Prova disso é a ressonância Schumann - que comprova o aumento da frequência da Terra, ou seja, aceleração do seu coração -, onde na verdade quem aumentou a velocidade foi o homem, este que se tornou uma grande máquina faz tudo.

Atualmente um jovem entra na Universidade com 17 anos, se gradua com 21, com 23 já fez a pós e com 25 é Doutor! E seu conhecimento de mundo? E sua visão crítica das coisas? Não, pensar perde tempo. Pensar requer tempo e, além de tudo, um esforço muito maior! Quem precisa mexer um olho sequer na sociedade pós-moderna?! Só os tolos (ou filósofos?). No lugar dessa perca de tempo, vamos é trabalhar, produzir um milhão de artigos por ano sem profundidade que assim ganhamos mais!

Tudo bem, estou sendo cruel com o tempo. Ele não tem culpa disso - nem a Terra -, nós que precisamos "acalmar" esse psedotempo, que só existe por conta do Capitalismo, e analisarmos o que acontece com o tempo, ou melhor, com nós mesmos. Se a felicidade estiver em ganhar um milhão trabalhando 20 horas por dia para morrer de infarto aos 40, ok! Se não é isso que eu quero então me preparo para fazer um esforço ainda maior para conseguir nessa vida um pouquinho - pois concordo com Marx, não tem como sair dessa lógica capitalista - de sossego.



Passei um bom tempo sem escrever por falta de tempo! A lógica da produção em massa de trabalhos, aulas e provas me consumiram e ainda estão me consumindo. Porém, não tem como estudar Marx e não parar tudo que estava fazendo para gastar meu tempo fazendo aquilo que gosto: escrevendo!

9 explosões:

Melanie Brown disse...

"produzir um milhão de artigos por ano sem profundidade que assim ganhamos mais!"

Podemos até ganhar mais tempo, pra viver, ir a praia ao cinema visitar um amigo que a tempos nao vemos, tudo com muita profundidade!!

:)

B. disse...

nossa concordo com você Lu e com a Melanie (acima)..
exatamente o que eu ia ressaltar..

e a nossa área de interesse? Pq até os artigos limitam um tema! Quando vamos ter tempo de nos aprofundar em algo que realmente gostamos?!

Poisé,continue "resgatando", "comprando", enfim deixando um tempinho para escrever aqui!

Hosana Lemos disse...

sempre dizemos que não temos tempo para isso, tempo para aquilo... o tempo se tornoui algo comercio...
"me dás um minuto e darei esses centavos"
Isso é triste, deprimente...
Na verdade falta tempo, mas tempo para fazer o que realmente gostamos...o que nos faz ter prazer de passar horas e horas fazendo, gastando de fato o NOSSO tempo!

Letícia Queiroz de Figueiredo disse...

é...as vezes eu digo...se meu dia tivesse 25h, ainda ia me faltar tempo! agradeço por ter 24h mesmo..ja é tempo demais, pena que nem sempre é bem aproveitado. Procuro sempre valorizar cada segundo meu com coisas produtivas ( nao o produto da logica capitalista xD ).
Mas , infeliz mente ou felizmente, na minha area entao, tempo é muuuito dinheiro!
Entao...quero fazer o 'tempo' durar!!! \o

Letícia Queiroz de Figueiredo disse...

falando em tempo...18 anos é pouco tempo pra aproveitarmos tuuudo da vida...espero estar ao teu lado..mesmo que de longe, muito..muiiiito tempo ainda! Tenho certeza que nossa amizade vai longe! Parabens luh por todos os dias da tua vida, que acrecentaste algo a mais pra quem vive ao teu redor! FELIZ NIVEEEER!
=*

Hosana Lemos disse...

oi querida,não sei se já recebeu, ou se não gosta dessas coisas...mas tem um selinho pra vc no meu blog!
^^

bjus

Fernanda Mel disse...

Tempo...
Eu tenho de sobra!
E alugo, 20 reais a hora, alguém quer?

=D

Paulo César di Linharez disse...

O tempo na sociedade hiperposmoderna é um fenômeno muito interessante mesmo. O que será que Marx diria da nossa sociedade, bem mais complexa que a analisada por ele?

disse...

O tempo não tem culpa de nada, ele só passa. O tempo é só o tempo, o problema são os homens. Eles são quem disseram que uma hora tem 60 minutos, um minuto 60 segundos e um segundo demora um tanto certo pra passar. E se ninguém tivesse dito nada disso?! Todos nós viveríamos no nosso tempo, estudaríamos no nosso tempo, nos formaríamos no nosso tempo, e teríamos mais tempo. Eu ainda acho que cada um devia ter seu tempo, e não 24 horas impostas pelos homens para isso ou aquilo. :*